Currículo: O que não escrever

07/07/2017

O currículo existe para:

Primeiro: Descrever sua trajetória profissional através das informações pessoais do profissional e sua formação acadêmica, suas qualificações, competências e habilidades;

Segundo: Garantir uma entrevista, mas para isso, é importante dedicar um tempo na preparação do currículo. Um currículo mal elaborado pode acabar com uma oportunidade.

Te liga nas dicas do que NÃO escrever:

  1. Currículo ou Curriculum vitae: Nenhum! Dê destaque para o seu NOME Completo;
  2. Capa: é o seu currículo e não um trabalho acadêmico, nada de pastas também;
  3. Hobbies: deixe para falar sobre eles na entrevista e se for perguntado;
  4. Foto: Só insira foto se for solicitado, mas lembre-se nada de fotos em festas ou praia;
  5. Números de documentos pessoais como (RG, CPF, CNH e Passaporte) não devem ser colocados. Relaxe, quando você for contratado a empresa irá te pedir os documentos necessários;
  6. Assinatura ou a frase "declaro que os dados acima são verídicos" não são necessários, entende-se que foi o candidato quem elaborou o currículo;
  7. Anexar certificados, cartas de recomendação e diplomas: vale a mesma regra dos documentos (item 5), não atropelem a sequência dos acontecimentos;
  8. Pretensão salarial: Somente se for solicitado. Caso não saiba ou esteja em dúvida pesquise o piso salarial do cargo pretendido. Salário dos empregos anteriores:não é relevante para o currículo, até porque essas informações estão na sua carteira de trabalho;
  9. Escolaridade: se você está cursando ou é formado no ensino superior, não há necessidade de colocar onde cursou o ensino médio;

Dica extra!!

Idioma: Não basta colocar qual idioma você tem conhecimento, escreva o nível de conhecimento:

  • fluente/avançado/intermediário e onde foi realizado, se for nível básico não coloque, mencione na entrevista, se perguntarem
  • Se tiver proficiência em algum idioma, mencione
  • Se for brasileiro, não informe "Português nativo", isto já é esperado
  • Intercâmbios são valorizados, portanto, se tiver feito, coloque

Características comportamentais:  Iniciativa, espírito de equipe, liderança, facilidade na comunicação, entre tantas outras habilidades são bastante valorizadas pelas empresas, mas não é para estampar no currículo, deixe para falar na entrevista.

  • No currículo informe os resultados obtidos em sua carreira. Os números são muito bem-vindos, mas se você não pode quantificar os resultados, cite alguma atividade em que fez a diferença.
  • Um recrutador leva em média 40 segundos analisando um currículo e se não estiver claro e objetivo será descartado. Lembre-se, menos é mais.

O currículo nada mais é do que uma lista da sua trajetória profissional. Transmita compromisso e seriedade.

Boa sorte!

Karla Aprato, Especialista em Gestão Estratégica de Pessoas

Leia o que há de novo essa semana

Os QR codes têm se espalhado por uma grande variedade de segmentos online e offline. Podemos encontra-los até nas notinhas de supermercado.

Nem todo mundo gosta da bagunça do Carnaval. Algumas pessoas preferem descansar e fugir do tumulto, o que não significa que você não possa tornar esses dias produtivos e dar um UP! na sua carreira.